Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Mensagem do Coordenador Nacional do AECPES Portugal

 

 

A decisão de instituir o ano de 2010 como Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social cria uma oportunidade única para Portugal assumir, como imperativo colectivo, a erradicação da situação de pobreza e exclusão em que ainda vivem muitos milhares de famílias.

 

Sabemos…
- o percurso notável que o país tem vindo a fazer patente, por exemplo, na redução dos níveis de risco de pobreza;
- como nos últimos anos se tem acentuado o desenvolvimento de políticas de reforço da solidariedade nacional para com os mais pobres;
- que a dimensão do reconhecimento do direito a condições de vida dignas é hoje um pilar essencial das políticas públicas;
- que a consciência nacional está desperta para a indignidade da persistência de pobreza e exclusão em Portugal.

Por isso este ano de 2010 tem que se afirmar como um momento de viragem na sociedade portuguesa.

Mobilizar deve ser por isso a palavra de ordem.

Mobilizar …
… recursos para o aprofundamento do direito a não ser pobre.
… vontades para que o combate seja um combate de todos.

Queremos por isso um ano de 2010 em que à afirmação dos princípios corresponda um esforço efectivo de redução dos níveis de pobreza em Portugal.

 

Temos que ser capazes de …
- assegurar que as nossas crianças cresçam e se desenvolvam em ambientes familiares livres de privação e exclusão;
- garantir aos nossos idosos condições de vida dignas;
-  disponibilizar o acesso a serviços sociais de qualidade a todos os cidadãos e famílias, em especial os mais vulneráveis;
- demonstrar que a pobreza e a exclusão não são compatíveis com um país livre e democrático;
- nos afirmarmos colectivamente como um povo solidário

Contamos com todos nesta grande mobilização contra a pobreza porque …POBREZA É FICAR INDIFERENTE - Juntos por uma Sociedade para Todos!

 

 

Edmundo Martinho

O Coordenador Nacional

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.