Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Lar N.ª Sr.ª da Misericordia|CDA/ERP: Atividade de Relaxamento

Nos quadros neuropatológicos que despoletam ansiedade e agitação psicomotora, é extremamente importante proporcionar bem estar ao utente, através de exercícios de relaxamento que promovem a descontração, redução do stress e diminuição da ansiedade.
Esta semana, a psicóloga Rita Faria aliou a estimulação sensorial aos exercícios de relaxamento.

a1.jpg

 

 

Partiu para o Pai

prov.jpg

No dia 13 de março de 2016, foi chamada à presença de Deus a nossa colaboradora, Dra. Élia Maria de Oliveira Ferreira, natural do Vimeiro – Lourinhã, depois de uma doença prolongada e de sofrimento.

 

A Assistente Social Élia dedicou-se a esta Instituição desde o dia 1 de março de 1994 a 13 de março de 2016 -- ao longo de 22 anos. Foi Diretora da nossa Creche e Pré-Escolar, acumulando cargos no Centro de Dia e Apoio Domiciliário durante alguns anos; no verão de 2004, passou a acompanhar famílias na Segurança Social, por protocolo da Segurança Social e da Santa Casa da Misericórdia, cargos que desempenhou com grande profissionalismo, zelo e muita competência. O número de processos que trabalhava eram sempre muito superiores ao estipulado no acordo. Desempenhava com mestria a sua profissão, arranjando tempo para o atendimento no Banco Alimentar e Cantina Social.

 

A Assistente Social Élia Ferreira deixa em nós um vazio, uma saudade, pelo seu estilo de pessoa irrequieta, mas sempre pronta para servir. Ao longo de 22 anos, passamos bons momentos de trabalho e outros menos bons, mas era necessário agir e a roda tinha de girar, encontrava-se o ponto de equilíbrio e tudo voltava ao normal.

 

Dedicou toda a sua caminhada profissional à Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras; a sua vida familiar ao seu filho, nora e neto; aos seus pais, já falecidos, e ao seu companheiro Mamede, que lhe dedicou toda a atenção durante a doença.

 

Que a Senhora da Misericórdia lhe dê o descanso eterno, são os votos dos Corpos Sociais da Instituição, dos seus colegas funcionários e do Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras.

 

Uma lágrima de saudade e até um dia.

O Provedor,