Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Plantação de ervas aromáticas

No dia 17 de Abril (6ªfeira) as crianças do Jardim de Infância e da Escola Básica do Sarge realizaram no Lar de Nossa Senhora da Misericórdia uma plantação de ervas aromáticas em garrafas de plástico.
 
Depois da plantação teve lugar um lanche convívio e os residentes ofereceram uma pequena lembrança para ser colocada na sala de aula.
 

a1.jpg

a2.jpg

a3.jpg

Rastreio de Podologia

O mês de abril foi considerado o mês da saúde através de um programa organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras. De acordo com o mesmo, o Centro de Dia participou num rastreio de Podologia realizado na nossa Instituição.


A técnica Vanessa Saraiva, que é Ortoprotésica, avaliou como se encontra a circulação do sangue dos nossos utentes através de um teste a simular uma caminhada.


Verificou ainda que há alguns problemas de fungos e pele seca que devem ser tratados por especialistas ou noutros casos com tratamento em casa adequado, pode resolver a situação. Foi uma atividade bastante interessante em que os utentes aderiram muito e gostaram de ouvir uma opinião acerca do problema que possam ter.


Um outro caso que foi falado a certos utentes, foi o tipo de calçado que devem usar no caso de deformação do pé.

a1.jpg

a2.jpg

a3.jpg

 

Mês da Saúde

No âmbito do Mês da Saúde, os residentes do Lar de Nossa Senhora da Misericórdia assistiram ao documentário "Somos o que Comemos" onde a Dietista Vânia Portela alertou para os cuidados a ter com o açúcar.

Seguindo-se uma caminhada e uma aula de movimento no  Parque Verde da Várzea com a Animadora S. Cátia e com a presença de alguns utentes do Centro de Dia/ Convívio da S.C.M.T.V.
 

a1.jpg

a2.jpg

 

Dia Internacional do Livro Infantil

Dia 2 de abril, Dia Internacional do Livro Infantil, recebemos na Resposta de Apoio à Infância (Creche, JI e CATL) no período da manhã a autora/cantora Sílvia Filipe, que nos apresentou o seu livro “Angili e o guarda-sonhos”.

 

A nossa conterrânea Sílvia Filipe, apresentou a sua história de forma animada e interativa, fazendo dos pequenos espectadores parte integrante da apresentação.

 

A história foi contada e cantada com excertos de algumas das músicas que acompanham as aventuras da Angili e que podem ser encontradas no próprio livro, em formato de CD e fizeram as delícias dos pequenos e graúdos.

 

Angili é uma menina curiosa… como curiosas são todas as crianças. Ao descobrir um guarda-sonhos que a leva a viajar ao país dos sonhos felizes, Angili encontra algumas respostas para várias questões inquietantes. Inspirada por aquele lugar encantado, compõe canções sobre os sonhos que a fazem crescer de uma forma feliz.

 

Agradecemos a gentileza da autora que se deslocou até à nossa Instituição e nos proporcionou a comemoração do Dia Internacional do Livro Infantil, de uma forma original e muito enriquecedora!

 

Para quem esteja interessado, é possível fazer a encomenda do livro nas instalações da Creche/JI da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras!

a1.png

À tarde, também os idosos do nosso Centro de Dia participaram nas comemorações do Dia Internacional do Livro Infantil e trouxeram-nos a leitura da história: “Maruxa”, de Eva Mejuto e Mafalda Milhões.

 

Este livro é baseado na canção popular polaca “Maryna Gotuj Pierogi”, uma das mais conhecidas do repertório folclórico do país. Nesta história, Maruxa decide dar uma lição ao marido. Astuta e com grande habilidade no uso da ironia, consegue que Zezinho tome consciência de que o trabalho de casa está mal distribuído e, assim, mude de atitude.

 

Com esta história, houve uma sensibilização às nossas crianças para a igualdade de papéis na dinâmica familiar e a necessidade permanente de interajuda ao longo da nossa vida e relações que estabelecemos.

 

Aos utentes do Centro de Dia que nos vieram contar esta história, o nosso obrigada!

a2.png