Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Incontinência Urinária nos Idosos

 

A incontinência urinária é um problema de saúde muito frequente. Em estudos recentes verificou-se que 64% das mulheres post menopausa, com mais de 50 anos, tinham tido sintomas de incontinência urinária no ano anterior e que 17% dos homens com mais de 60 anos apresentavam queixas.

 

A causa de incontinência é em geral multifactorial nas pessoas idosas e muitas vezes é necessária uma abordagem multidirecional.

 

A passagem correcta da urina, depende não só do correcto funcionamento da bexiga e do esfíncter, mas também de factores cognitivos, da mobilidade, da destreza e ambientais.

 

A demência é uma causa importante de incontinência, atinge cerca de 80% das pessoas dementes, institucionalizadas.

 

Chegar á casa de banho exige dispor de mobilidade adequada. Para desapertar os botões e tirar a roupa, torna-se complicado, uma vez que a idade avança, vai-se perdendo destreza manual.

 

Também pode ser necessário vencer alguns obstáculos, como escadas.

 

Com o avanço da idade são mais frequentes as micções nocturnas, o que obriga os idosos a levantarem-se 2/3 vezes por noite.

 

A incontinência provoca irritação de pele e agrava as escaras de decúbito acarretando também custos elevados pelo uso de fraldas e ou pensos, complicações de ordem psíquica e pode por si só constituir motivo para a institucionalização.

 

Escrito por: Dr.ª Conceição João


O Jornal Badaladas, na sua edição de 2 de Agosto, escreve sobre o Aniversário da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

 

Misericórdia festejou 493 anos

 

A Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras comemorou no passado dia 26 de julho os seus 493 anos. Nesse dia, realizou nas suas instalações na Urbanização Casal Cartuxa, no Sarge, um almoço alusivo à efeméride.

 

Mais tarde, na igreja da Misericórdia, na cidade de Torres Vedras, foi celebrada missa pelo padre Joaquim Pedro acompanhada pelo órgão de tubos tocado por Daniel Oliveira. O pároco felicitou os membros da direcão da Santa Casa e desejou que os mesmos tenham coragem para continuar o percurso já iniciado há tantos anos.


Aquele dia festivo terminou com o hino da Santa Casa da Misericórdia cantado pelo grupo coral de crianças do pré-escolar pertencente àquela instituição.

 

Fonte: Jornal Badaladas


O que uma ementa não diz…

 

Quando se olha para uma ementa destinada a idosos certamente que o primeiro pensamento que lhe ocorre é “são só cozidos e grelhados e, sem sal!”, ou acha que assim deveria ser.

 

É certo que os idosos têm mais problemas de saúde, como diabetes, hipertensão arterial, hipercolesterolemia, entre outros, que exigem alguns cuidados alimentares, no entanto, a dieta destes indivíduos não pode nem deve ser restringida a grelhados e cozidos insonsos!

 

Isto porque, quer queiramos ou não, a institucionalização constitui uma mudança na rotina diária destes indivíduos que pode diminuir o apetite interferindo negativamente no estado nutricional e, consequentemente, fragilizar a saúde destes indivíduos. Para reverter esta situação é necessário fornecer refeições equilibradas nutricionalmente, saborosas e apelativas, sem esquecer as preferências alimentares dos utentes.

 

São estes itens que se tem em conta no planeamento das ementas no Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, uma tarefa que não cabe só à dietista mas também à animadora-sóciocultural.

 

A animadora faz semanalmente um levantamento de sugestões de sopas e 2ºs pratos junto dos residentes que posteriormente entrega á dietista. Se olharmos para os pedidos feitos pelos residentes, vemos muitas vezes as feijoadas, os cozidos à portuguesa, as caldeiradas, as jardineiras, etc… E porque não incluí-los?

 

Estes pratos podem ser perfeitamente saudáveis e por isso ser incluídos nas ementas sem esquecer as regras de uma alimentação saudável, desde que sejam confeccionados de forma correcta (por ex. utilizar o estufado em vez do guisado) e respeitando as capitações adequadas para o tipo de públicoalvo (por ex. utilizar outros condimentos como polpa de tomate, vinho etc, em detrimento das gorduras).

 

Assim, quando olhar para uma ementa do Lar de Nossa Senhora da Misericórdia lembre-se que por detrás de um prato pode estar a sugestão de um familiar seu, que foi trabalhado de forma a satisfazê-lo mas de forma saudável.

 

Escrito pela Dietista Vânia Portela