Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Batismos de Voo

No passado dia 13 de Novembro os utentes de Centro de Dia e de Convívio realizaram Batismos de Voo oferecidos pelo aerodromo de Santa Cruz.


A atividade teve inicio com uma pequena palestra dada pelo comandante Francisco sobre as origens do aerodromo seguida dos batismos de voo.


Para muitos dos utentes foi a primeira experiência de voo da qual gostaram muito e tencionam repetir.


Ao aerodromo agradecemos a oportunidade concedida e a amabilidade com que fomos recebidos.























Descobrir a leitura e a escrita na Sala Verde (4 ANOS)

 Olhando para o percurso que temos feito no nosso grupo nestes poucos meses que se passaram desde que o ano letivo se iniciou, vejo que a relação das crianças do grupo com a  leitura e a escrita tem despertado entre todos um grande interesse. Este interesse tem resultado de um vai e vem entre o que lhes é proporcionado e da grande curiosidade e vontade de experimentar que eles demonstram. Gostaria de deixar aqui algumas imagens (que também se lêem e como se diz muitas vezes valem por mil palavras) que testemunham o nosso relacionamento com a leitura e a escrita.


Começámos por tentar escrever os nossos nomes nos trabalhos, nem todos o conseguimos fazer com precisão mas também não era essa a parte importante. O importante era ter vontade de experimentar, reproduzir ou não aqueles símbolos, a que um dia atribuiremos um significado e a quem saberemos chamar pelo nome, atribuir sons e usá-los plenamente como o grande instrumento de comunicação que são.  

Primeiro tivemos uns cartõezinhos com os nossos nomes que usávamos para nos ajudar mas agora já quase não precisamos deles. pois já o usamos tantas vezes que o conseguimos guardar na nossa memória…  

No mapa de presenças reconhecemos o nosso nome e o da maioria dos amigos.   

Neste momento, usamos o nome para identificar os nossos trabalhos… 

 … usamos o nome para escrever o nome do tarefeiro do dia…. 

E até pusemos nome no gato da bruxa que foi à nossa escola no dia das bruxas, 

Para além de escrever também gostamos muito de ler … a leitura está presente em muitos dos nossos espaços da sala:

Temos histórias expostas na parede da sala, 

 

Poemas que gostamos de memorizar… 

E outras coisas muito sérias como as regras da nossa sala… 

E assim vamos vivendo felizes como os meninos e meninas que desenhamos… 

 E, não vamos ficar por aqui, pois a escrita e a leitura rodeiam-nos e está a chegar uma festa de que todos gostamos muito e não vamos passar sem escrevermos uma linda carta ao pai natal, que vai começar mais ou menos assim: “Querido Pai Natal…”, o resto contaremos da próxima vez que aqui nos encontrarmos!!!

Voluntariado já mobiliza 1,8 milhões de pessoas em Portugal

Em Portugal cerca de um milhão e 800 mil as pessoas participam em programas de voluntariado, sendo que 700 mil estão integradas em instituições, destaca o Jornal de Notícias desta quarta-feira, assinalando o Dia Mundial do Voluntariado.

Quer sejam ações regulares ou ocasionais, o número de voluntários em Portugal ronda os 800 mil, avançou Elisa Borges, coordenadora do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, citada pelo JN.

Os que trabalham em instituições e desenvolvem, por isso, um trabalho persistente e regular são 700 mil e o número tem vindo a aumentar. Neste momento, "a quase totalidade dos concelhos em Portugal tem ações de voluntariado a decorrer, ora em fase de lançamento, ora em fase de desenvolvimento, ora já com programas implementados e em curso", afirmou Elisa Borges.

Com a crise a crescer exponencialmente, "cada vez aparecem mais pessoas desempregadas para ser voluntárias", declarou Eugénio Fonseca, da Caritas.

 

Fonte: Jornal de Notícias