Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

A doença  pulmonar  obstrutiva crónica

 

A doença  pulmonar  obstrutiva  crônica  ( DPOC)  é  o  termo  usado  para  um doenças  pulmonares  caracterizado  pela  obstrução  crônica  das  vias  aéreas  no  interior  dos pulmões.  Dentro  deste  grupo,  duas  doenças  se  destacam,  a  bronquite  crónica  e  o  enfisema pulmonar, seja esta dentro  dos  pulmões,  nomeadamente  durante  a  expiração.

 

O  ar  consegue  entrar,  mas  apresenta dificuldade  em  sair,  ficando  preso  no  interior  dos  pulmões,  fazendo  com  que  o  paciente  não consiga.

 

A  DPOC  é  uma  doença  progressiva  que  se  desenvolve  normalmente  após  exposição crônica  a  partículas  ou  gases  nocivos,  como  o  fumo  do  tabaco,  por  exemplo.

 

No  entanto, existem  outras  causas  que  incluem  doenças  genéticas  como  deficiência  de  alfa-1-antitripsina, exposição ou de fogo.

 

Cerca de 20%  dos fumadores  desenvolvem  DPOC.  A  maioria dos pacientes  que desenvolvem  a  doença apresentam  antecedentes de pelo menos 1 maço  de cigarros por dia durante 20  anos.

 

A DPOC não tem cura, ainda que haja tratamento para retardar a sua progressão, a única atitude realmente eficaz é a prevenção, ou seja, não fumar, ou no caso de exposição.

 

Na grande parte dos casos a doença manifesta-se após os 40 anos de idade. O primeiro sintoma  percetível  costuma  ser  a  tosse  matinal  com  expetoração.  O  cansaço  e  a  falta  de  ar são  também  sintomas  desta  doença.  


O  paciente  vai  progressivamente  ficando  cada  vez  mais limitado nas suas atividades diárias.  Como a DPOC afeta pessoas mais velhas os sintomas são normalmente atribuídos ao  envelhecimento e ao  cigarro, não despertando  muita atenção inicialmente.  No  nosso  universo  de  residentes,  3  têm  esta  patologia,  dois homens e uma mulher.

 

Enfermeira Cátia