Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

O Blog da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras

As últimas notícias sobre o Lar de Nossa Senhora da Misericórdia, Clínica Domus Misericordiae, ERPI, Creche, Jardim de Infância, CATL, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário

Santa Casa abre refeitório no novo centro de dia


A Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras dispõe de Cantina Social desde julho do ano passado e prepara-se para abrir brevemente um espaço de refeitório para os utentes que já usufruem do serviço.

 
A instituição confeciona e serve diariamente um máximo de 80 refeições a um valor simbólico de 50 cêntimos. Ao abrigo do protocolo com a Segurança Social (SS), a Santa Casa serve uma refeição completa, que inclui sopa e segundo prato e ainda uma peça de fruta e pão oferecidos pela Misericórdia.
 
A admissão dos utentes é feita pelos técnicos sociais da instituição. O serviço funciona igualmente em regime de take away (leve para casa), sendo que as pessoas podem levar a alimentação e consumir em casa, salvaguardando a sua privacidade.
 
No entanto, segundo o provedor, Vasco Fernandes, “há muita gente que não tem onde ir tomar a refeição”, daí que a instituição tenha pensado em aproveitar a cave do novo centro de dia, que resulta da reestruturação das antigas instalações da Santa Casa junto à estação dos Correios, para criar um pequeno refeitório para os utentes. “Assim escusam de ir para o banco de jardim”, refere o provedor, que diz ainda que “o valor pago pela SS, dois euros e meio, não chega para pagar a refeição”.
 
A Santa Casa espera ter o centro de dia pronto a funcionar até ao fim de fevereiro e abrir em simultâneo uma loja social, por forma a doar aos mais necessitados peças de vestuário, calçado e outros artigos em bom estado que são frequentemente oferecidos à Misericórdia.


Fonte: Jornal Badaladas

Escrito por Eunice Francisco

1 comentário

Comentar post